Como Usar a Tabela de Medidas de Maneira Eficiente?

Publicado em

A indústria têxtil tem um grande desafio: como controlar a tabela de medidas de tamanho de suas peças?

A dificuldade de padronização exata nas tabelas brasileiras, somadas aos desafios na exportação, resultam em uma série de problemas para as empresas.

Como usar a tabela de medidas de maneira eficiente?

A dificuldade de ter um padrão

A dificuldade de existir um padrão de medidas, especialmente no Brasil, é enorme.

Parte da riqueza do nosso país é a mistura entre diversos povos, que traz muita variedade a cultura a população.

Por outro lado, entre os descendentes indígenas, de povos africanos e de povos europeus, existe muita variedade de biotipos, trazendo corpos bem diferentes.

Como então padronizar uma tabela de medidas de forma eficiente?

A importância da tabela de medidas

Ter as medidas adequadas para cada peça é essencial. Não somente para o seu caimento, do ponto de vista estético, mas também do ponto de vista funcional.

As roupas precisam trazer a possibilidade de movimento e, acima de tudo, conforto para quem os usa.

Portanto, uma roupa que não esteja com o caimento adequado pode, além de não ficar bem aos olhos, trazer muito desconforto.

Para isso, são usadas as tabelas de medidas de acordo com o perfil do brasileiro.

A antropometria

O conceito de antropometria é aplicado para ajudar a encontrar essa tabela de medidas.

Essa disciplina é responsável por encontrar os padrões de proporcionalidade que irão nortear as medidas do vestuário.

Sendo assim, quanto mais precisas essas medidas, melhor será a maneira como a roupa cai nos usuários, permitindo mais conforto e mais mobilidade aos membros.

Porém, é evidente que não é possível fazer isso com cada pessoa, nem produzir as peças específicas para cada um. Por isso, o uso das tabelas de medidas.

Como funcionam as tabelas de medidas?

Essas tabelas são responsáveis por representar de maneira visual, rápida e fácil, as medidas mais importantes do corpo dos clientes, como o tórax, o busto, a cintura, o quadril, e outros.

Com essas medidas, os controladores de qualidade podem avaliar as peças e se certificar de que os tamanhos e as proporções estão adequadas, e fazem sentido para o corpo dos clientes.

Assim, existe uma sensação de confiança bem maior, de que as peças irão estar de acordo com o esperado.

É claro que é impossível ter uma medida precisa para cada pessoa. Afinal, existem as particularidades do corpo de cada um, mas o objetivo da tabela é se aproximar o máximo possível do maior número de pessoas.

Para isso, a ABRAVEST, Associação Brasileira do Vestuário, realiza diversos estudos para determinar o padrão antropométrico do brasileiro.

Já a ABNT, usou essas informações para regularizar as tabelas de medidas usadas no país.

Isso já representa bastante informação para a confecção de roupas. O que acontece quando uma empresa precisa exportar?

O desafio da exportação

Com a exportação o desafio é ainda maior, pois existe outra série de informações e medidas para adequar a roupa a uma população que quem confecciona desconhece.

Por isso, é preciso usar as normas e tabelas internacionais, ou do país em questão, para aplicar nas peças que irão ser exportadas.

Por conta deste desafio, é essencial ter alguma forma de controlar todo esse fluxo de informação e uma tabela de medidas bem complexa. 

Então clique aqui e saiba mais sobre o Sistema para Confecção da OrganizaTextil!.

 

Posts Relacionados

Confira um pouco mais do nosso blog abaixo.
Custo Gerencial e Custo Real

Saiba Mais
Máscaras, Eficiência e Crise, 9 Dicas!

Saiba Mais
E agora, como precificar?

Saiba Mais