Custeio integrado para que?

Publicado em

Custeio Integrado: qual o objetivo?

Não há empresa que sobreviva em um mercado competitivo sem promover a eficiência operacional e financeira. Assim, reduzir despesas e eliminar os efeitos do desperdício são palavras de ordem.

Métodos de custeio, que servem tanto para o fisco quanto para análise interna, podem ajudar neste processo.

Com informações precisas e atualizadas proporcionadas por estas atividades, o papel decisório dos gestores incorrerá em decisões mais seguras.

Quem se pergunta “custeio integrado para que?” é porque ainda não entende os benefícios do casamento entre custo real e contabilidade.

Na produção têxtil, este é um assunto de grande relevância. Vejamos um pouco mais sobre o assunto!

Integração com a contabilidade

Para que o custeio integrado seja parte da contabilidade, deverá haver um levantamento de itens como estoque final e consumo de matérias-primas.

Como método de avaliação, esta prática ajuda os gestores a encerrar o exercício fiscal com menos impostos a pagar.

Cabe registrar que se trata de uma forma de valorização do estoque de mercadorias autorizada pelo fisco.

Ressaltamos ainda que, a despeito desta utilidade, a integração não é uma técnica contábil por si mesma.

Trata-se na verdade de uma metodologia a ser empregada em processos contábeis.

A sua utilização é até mesmo uma necessidade, devido às exigências expressas no RIR, o Regulamento do Imposto de Renda.

É neste sentido que lançamentos de custos produtivos devem convergir com a escrituração da organização. Em um sistema para confecção, por exemplo, estes dados podem estar integrados.

Cálculo

Para iniciar a prática do custeio integrado, é fundamental entender os cálculos que serão empreendidos.

E para tanto, cumpre lembrar que custos e despesas são conceitos diferentes na contabilidade.

Os primeiros devem necessariamente relacionar-se de forma direta com gastos produtivos e de aquisição de estoque.

Falamos, portanto, de matérias-primas, salários, energia para equipamentos, etc.

Despesas, por outro lado, não se relacionam com a atividade-fim, sendo ligados às operações secundárias da organização.

A seguir, entenda a importância destas práticas na produção têxtil e demais indústrias:

Importância do custeio integrado

  1. A informação gerada não será mera formalidade para cumprir com as exigências da receita. Os dados também servem para uso interno e administrativo.

  2. Os gestores poderão elaborar relatórios contábeis que informem os executivos e colaborem para um melhor processo decisório.
    O mais importante a se colocar aqui, no entanto, é a relação entre o custo real e a redução da carga tributária.
  3. É fato de conhecimento geral que estas tendem a pesar bastante nas finanças de empresas no Brasil.
    Ainda assim, muitas organizações não sabem como inventariar sistematicamente os produtos e insumos pode beneficiá-las.

Custeio integrado e seus benefícios

Simplificar as suas atividades de gestão, adotando um custeio previsto na legislação já é um grande benefício.

Afinal, evita dores de cabeça com o fisco. Evidentemente, não é a única vantagem a ser mencionada aqui.

O fato de ser menos trabalhoso, por englobar todos os custos de uma vez só, também vale ser lembrado.

E é ainda mais relevante citar que empresas que não investem na prática tendem a pagar até 25% a mais de impostos.

A principal razão é que outros métodos para avaliação de inventários não operam com o valor do custo integrado, o que significa que a base de cálculo dos valores de estoques fica mais alta.

Detalhe que consequentemente leva à necessidade de se pagar mais impostos. É por isso que sugerimos a adoção desta metodologia de custeio.

Para que a realidade financeira da sua empresa seja expressa com precisão e evitem-se os desembolsos tributários desnecessários.

Conheça nosso ERP têxtil e outros serviços

Apresentamos soluções como o sistema para confecção. O ERP têxtil apresenta toda a integração necessária para o setor.

Seja qual for o tamanho da sua organização, podemos ajudar na redução de sobras, custos de expedição, dentre outros.

Você procura calcular as necessidades da sua produção e apurar custos de modo eficiente? 

Então clique aqui e saiba mais sobre o Sistema para Confecção da OrganizaTextil!

Posts Relacionados

Confira um pouco mais do nosso blog abaixo.
Custo Gerencial e Custo Real

Saiba Mais
Máscaras, Eficiência e Crise, 9 Dicas!

Saiba Mais
E agora, como precificar?

Saiba Mais